Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Principais > Encerradas as inscrições para as CCTs
Início do conteúdo da página
Notícias Principais

Encerradas as inscrições para as CCTs

Publicado em Quarta, 24 de Agosto de 2016, 00h00 | Voltar à página anterior

O processo de seleção para as três Câmaras Consultivas Temáticas (CCT) que irão apoiar a tomada de decisão da Comissão Nacional para REDD+ (CONAREDD+) durou 30 dias, com início em 12 de julho e encerramento em 11 de agosto. A divulgação do processo de seleção se deu por meio das redes sociais do Ministério do Meio Ambiente, site e boletim informativo REDD+ Brasil, além do auxílio de parceiros e membros da CONAREDD+. Visando aumentar a participação de representantes de povos indígenas e comunidades tradicionais, também foram disponibilizados formulários impressos em eventos que contaram com a participação desses públicos. Para aumentar a participação de representantes estaduais, Ofícios foram enviados a todos os estados da federação.
 
Para participar da seleção foi preciso responder a um formulário eletrônico e enviar currículo ao Ministério do Meio Ambiente, que atua como Secretaria Executiva da CONAREDD+. A Secretaria Executiva analisou as inscrições e preparou uma lista com os pré-selecionados para cada CCT, de acordo com os critérios estabelecidos pelas Resoluções nº 1, 2, 3 e 4 da CONAREDD+. As listas foram encaminhadas aos membros da CONAREDD+, para que estes possam deliberar sobre a adequação da seleção aos critérios e procedimentos estabelecidos. Com a aprovação das listas, a Secretaria Executiva irá proceder com o envio de convite aos selecionados. O processo contou com um total de 145 inscrições, 139 por meio eletrônico, 4 por formulário impresso e mais 2 por Ofício. Dos 145 interessados em compor as CCTs, 44 tiveram interesse na CCT sobre Salvaguardas, 42 na sobre Pacto Federativo e 59 na sobre Captação e Distribuição de Recursos Não Reembolsáveis.
  Mais alguns dados sobre os inscritos: - 58% mulheres (76); - 42% homens (69); - 20% reside em Brasília; - 40% reside na Amazônia Legal; - 26% tem vínculo com a administração pública estadual; - 19% tem vínculo com organização não-governamental; - 17% tem vínculo universidades ou instituições de pesquisa; - 9% tem vínculo com a administração pública federal.
 
A equipe do Ministério do Meio Ambiente agradece a todos aqueles que se interessaram pela seleção e aos que contribuíram com sua divulgação.
registrado em:
Fim do conteúdo da página