Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Encerrada a etapa de oficinas regionais do SISREDD+

Publicado: Quinta, 07 de Junho de 2018, 11h38 | Última atualização em Quarta, 13 de Junho de 2018, 15h50

Oficina SISREDD+ em Belo Horizonte

Representantes de diferentes segmentos contribuíram no desenvolvimento de indicadores para as salvaguardas E e G.

 

Após três meses de trabalho, a 4ª Oficina para Desenvolvimento da Metodologia de Avaliação das Salvaguardas de REDD+, realizada em Belo Horizonte, encerra a etapa de coleta de contribuições em nível regional. Entre os dias 4 e 6 de junho, representantes de povos indígenas, povos e comunidades tradicionais e agricultores familiares e tradicionais (PIPCTAFT), do poder público federal e estadual e da academia trabalharam em grupos para desenvolver indicadores com base nos alvos de monitoramento definidos na 1ª oficina, realizada em Rio Branco, AC.

A oficina, com participação total de 42 pessoas, foi uma oportunidade também para que o processo de desenvolvimento contemplasse visões sobre os demais biomas, especialmente o Cerrado. Com representantes de comunidades tradicionais de Minas Gerais e outros estados da região Centro-Oeste do Brasil, foi possível abordar as preocupações relacionadas ao deslocamento de emissões (salvaguarda G) entre os biomas Amazônia e Cerrado. Ao abordar a salvaguarda E (denominada sinteticamente como a salvaguarda de conservação da sociobiodiversidade) o grupo pôde elaborar os indicadores relacionados à valorização da floresta em pé, de suas múltiplas funções e benefícios, e dos modos de vida a ela associados. Assim como as oficinas anteriores, os integrantes puderam avaliar o trabalho de todos os grupos para refinar as contribuições.

Essa oficina foi realizada com apoio do Programa Políticas sobre Mudança do Clima (PoMuC), uma cooperação entre o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e a Agência de Cooperação Alemã (GIZ). No âmbito do PoMuC, o Grupo Natureza Sociedade e Conservação (Grupo NSC) é responsável pelo apoio técnico-metodológico no desenvolvimento da metodologia de avaliação das salvaguardas de REDD+.

Após a etapa de oficinas regionais, o próximo passo será uma oficina em Brasília, prevista para o final do mês de julho. O objetivo será de refinar os indicadores propostos nas etapas regionais e discutir formas de mensuração e implementação. Fique atento para informações sobre as próximas etapas do desenvolvimento metodológico do SISREDD+.


Em breve serão disponibilizados aqui os materiais apresentados na 4ª Oficina

 

 

Fim do conteúdo da página